Aos que vieram depois de você

Quando as luzes se apagaram antes de você ir, achei que nunca conseguiria encontrar um jeito de acendê-las de novo. Não estava frio e o que eu sentia não era tristeza. Perderíamos o que cada um tinha pelo outro, mas era melhor assim. Abaixamos as armas e nos transformamos em cinzas.

Continue lendo “Aos que vieram depois de você”

Ritmo

Você já parou para respirar? Não de forma automática, mas já prestou atenção? Sempre tem algo acontecendo. Um filme pra ver. Uma rede social para acompanhar. Um textão no Facebook para ler. Em todos os lugares, em todos os momentos, a vida não para e o sentimento é de obrigação por ter que acompanhar tudo.

Continue lendo “Ritmo”